Edição Nº: 5341 - Sexta-Feira e Sábado, 29 e 30 de Janeiro de 2016.
 
Roger Machado abre temporada contra ‘maldição’ que afetou Luxa e Felipão

Não é Pedro Geromel, Luan ou Douglas. A principal estrela do Grêmio para 2016 até agora é Roger Machado. O treinador responsável por pegar um grupo considerado insuficiente por Felipão e levar ao terceiro lugar no Brasileiro começa o ano em competições oficiais nesta quinta-feira, diante do Avaí, às 21h45, em Chapecó, pela Primeira Liga. E de quebra precisará encarar uma ‘maldição’ que já assombrou Luxa, Renato Gaúcho e até mesmo seu antecessor.
Há oito anos o último treinador começava e terminava uma temporada no comando do Grêmio. No distante 2007, Mano Menezes foi o último a comandar a equipe durante a pré-temporada, disputar todas as competições do ano, com vice-campeonato da Libertadores, título gaúcho e 6º lugar no Brasileiro, e encerrar a disputa. Então, decidiu-se por comandar o Corinthians, que havia acabado de cair para Série B, casualmente no confronto com o Grêmio comandado por ele.
 Desde então, um por um, os técnicos que começaram as temporadas acabaram caindo antes do fim. Em 2008 foi Vágner Manicini. Contratado como substituto de Mano, foi demitido invicto após uma vitória por 1 a 0 diante do Jaciara pela Copa do Brasil. Veio Celso Roth, que comandou o time no restante das disputas chegando ao vice-campeonato brasileiro.
 Em 2009, Roth começou a temporada e mesmo com a melhor campanha da primeira fase da Libertadores acabou demitido após perder para o Internacional nas finais do Estadual. Marcelo Rospide e depois Paulo Autuori comandaram o time.
 Com a saída de Autuori, que assumiu um clube asiático, 2010 iniciou-se sob comando de Silas Pereira. O ex-meia, contudo, não durou mais que um semestre. Foi campeão estadual, chegou às semifinais da Copa do Brasil caindo para o Santos de Neymar, Ganso e companhia, mas começou mal o Brasileiro e deu lugar a Renato Gaúcho.
 O ex-atacante classificou o time para a Libertadores de 2011 e começou a temporada. Porém jamais teve respaldo da direção e acabou demitido após perder a final do Gauchão para o Internacional e cair nas oitavas de final da Libertadores. Chegou Julinho Camargo, que durou apenas um mês, e Celso Roth voltou para tocar o restante do ano.

 
< Página Principal 
 
Folha de Quaraí O Jornal da Comunidade
Av. Artigas esq. Fco Carlos Reverbel - Quaraí, RS
Telefone: (55) 3423-5593 - Todos os Direitos Reservados ® 2011 - 2017
Tecnologia Web: Franco Sampaio Tecnologias de Informação