Edição Nº: 5348 - Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2016.
 
230 focos de Aedes aegypti confirmados em Quaraí

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Sanitária, está comunicando oficialmente que no município de Quaraí, no ano de 2015 foram encontrados 230 focos do mosquito Aedes aegypti, mosquito transmissor da Dengue, Febre Chikungunya e Vírus Zica, este último associado ao nascimento de crianças com microcefalia.
O município, mesmo após os esforços realizados, vem apresentando um aumento do número de focos ano a ano. Isto torna a situação preocupante tendo em vista a gravidade das doenças transmitidas que podem levar à morte e as sequelas que estas deixam na população (crianças com MICROCEFALIA).
Sabe-se que 90% dos criadouros de Aedes aegypti estão localizados nas residências.
Em 2015 os focos foram encontrados em praticamente quase todos os bairros de Quaraí e na grande maioria nas próprias residências. O centro da cidade é o local da maioria dos focos.
Foram encontrados 165 focos em residências (71,73%); 42 focos em pontos estratégicos (Locais de risco: borracharia, ferro-velho, etc) (18,26%); 12 focos em estabelecimentos comerciais (5,21%); 5 focos em terrenos baldios (2,17%) e 6 focos em outros tipos de imóveis (2,60%).
De acordo com a secretária da Saúde, Izar Mirailh Pereira “você pode ajudar a conter o avanço deste mosquito e proteger sua família e toda a comunidade, com medidas simples que tomarão apenas 15 a 30 minutos de seu tempo por semana. Procure e elimine em sua residência ou local de trabalho eventuais objetos que possam acumular água e coloque-os para a coleta de lixo. Faça isso a cada 7 dias (1 vez por semana). Se possui caixa d’água, verifique se esta está bem tampada e vedada. Se possui pneus em casa, armazene-os de modo que estes não acumulem água, se quiser se desfazer do pneu não jogue-o em qualquer lugar, solicite à Vigilância Sanitária o recolhimento deste, que será agendado e recolhido”.
Mesmo após a passagem e trabalho dos agentes de controle do mosquito na sua residência ou local de trabalho você deve continuar cuidando de seu imóvel para que não tenha objetos ou locais que acumulem água.
O mosquito adulto vive em média 30 dias. Se ele não tiver locais para a colocação dos ovos ele acabará morrendo e a infestação será diminuída até que não seja mais encontrado.
“Neste momento, solicitamos a colaboração de todos para evitar a doença em Quaraí, e nossas crianças nasçam saudáveis e não tenhamos nenhum caso desta grave doença (MICROCEFALIA)”, conclui, como forma também de alerta, a titular da pasta da Saúde.


 
< Página Principal 
 
Folha de Quaraí O Jornal da Comunidade
Av. Artigas esq. Fco Carlos Reverbel - Quaraí, RS
Telefone: (55) 3423-5593 - Todos os Direitos Reservados ® 2011 - 2017
Tecnologia Web: Franco Sampaio Tecnologias de Informação