Edição Nº: 4969 - Terça-Feira, 22 de Julho de 2014.
 
Frota de motos aumenta 684% em pouco mais de uma década, diz Abraciclo

Boa parte do aumento dos acidentes envolvendo motocicletas pode ser explicado pelo aumento da frota. Dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) coletados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Afins (Abraciclo), mostram que as motos representam perto de 27% da frota geral no Brasil, ou seja, de 82,8 milhões de veículos, 21,9 milhões são motos. “No caso das indenizações por morte, os acidentes com moto representavam menos de 50% das ocorrências”, comenta o diretor de Relações Institucionais da Seguradora Líder-DPVAT, Márcio Norton. Sobre o aumento na relação entre motos e outros veículos nos acidentes indenizados, Norton aponta medidas de segurança implementadas em veículos, como o air-bag e o freio ABS, e também campanhas de conscientização para uso do cinto de segurança e contra o uso de álcool antes de dirigir. Já para o aumento no número geral de acidentes, o aumento da frota pode desempenhar um papel importante. Segundo a Abraciclo, o número de motocicletas no Brasil cresceu 686,4% desde 1998, ao passo que a frota total cresceu 239,6%, ou seja, três vezes menos. “As nossas vias não crescem na proporção da frota, e isso causa um estrangulamento do trânsito. E a motocicleta tem uma mobilidade maior nos engarrafamentos. A mobilidade delas ajuda na mobilidade do trânsito”, analisa Norton. Ele também aponta a formação deficitária desses condutores. “Muitas vezes eles [motociclistas] não têm aula prática na rua, porque é perigoso, e a prova acaba sendo superficial, feita num pátio sem maiores preparações para a dinâmica do trânsito”.

 
< Página Principal 
 
Folha de Quaraí O Jornal da Comunidade
Av. Artigas esq. Fco Carlos Reverbel - Quaraí, RS
Telefone: (55) 3423-5593 - Todos os Direitos Reservados ® 2011 - 2017
Tecnologia Web: Franco Sampaio Tecnologias de Informação